You are using Internet Explorer 11 or earlier, this browser is no longer supported by this website. We suggest to use a modern browser.

  • Home
  • Comunicado de imprensa

Press Release

Produtos e soluções Mar 30, 2017 11:00 AM

thyssenkrupp celebra um ano de operação de sua primeira fábrica com conceito de Indústria 4.0 no Brasil

A primeira unidade da thyssenkrupp no Brasil a aplicar o conceito de Indústria 4.0 completou, no fim de 2016, seu primeiro ano de operação. A fábrica, que é focada na produção de eixos de comando de válvula e módulos integrados, está situada em Poços de Caldas, em Minas Gerais, e já é reconhecida como uma das principais referências em inovação e digitalização da indústria dentro da cadeia automotiva do Brasil.

Os módulos com eixos de comando de válvula integrados produzidos nessa planta contam com uma tecnologia exclusiva, que proporciona às montadoras benefícios importantes para o processo de montagem. Isso porque o conjunto, que antes era composto por peças individuais, passou a ser integrado à tampa do cabeçote do motor. Com isso, além de mais simplicidade e eficiência, o produto também garante menos atrito entre os componentes e uma redução de até 40% no peso do conjunto. Com um produto mais leve e com melhores condições de lubrificação, o motor diminui o consumo de combustível, reduzindo as emissões de gás carbônico na atmosfera e apresentando um melhor desempenho.

A fábrica da thyssenkrupp situada em Poços de Caldas conta hoje com quatro células de produção, contabilizando 22 robôs cujos processos estão interconectados ao longo de toda a cadeia. Toda a linha de produção é monitorada em um ambiente virtual por meio de sensores que fornecem dados em tempo real para o sistema de controle. Para que isso ocorra, todos os componentes produzidos carregam um código com informações como número de série, número de desenho, número de peça e identificação do cliente.

Esses códigos são checados automaticamente antes que qualquer passo do processo seja iniciado. Dessa forma, caso algum problema seja identificado, é possível interromper a etapa seguinte para, por exemplo, reparar e aprimorar o processo de fabricação. Além disso, a tecnologia permite uma rastreabilidade das condições de montagem de cada conjunto individualmente.

“A interconexão entre as etapas do processo, o monitoramento em tempo real e a própria automação envolvida nos permitem obter um nível de controle e uma capacidade de resposta sem precedentes. Isso, sem dúvida, nos deixa melhor preparados para produzir em larga escala a qualquer momento, seguindo sempre as demandas do mercado e do cliente, sobretudo no que diz respeito à qualidade do produto final. O poder de escalabilidade, a flexibilidade e o cumprimento das normas de fabricação são pontos fundamentais, sobretudo para indústrias como a automotiva”, afirma Roberval Calca, gerente de vendas da unidade Camshafts da thyssenkrupp no Brasil.

O modelo de produção aplicado na unidade de eixos de comando de válvula de Poços de Caldas, que também está interconectada a outras fábricas da divisão Camshafts da thyssenkrupp ao redor do mundo – uma na Alemanha e duas na China –, é completamente adaptável e flexível. Na planta, os colaboradores não monitoram os processos individualmente, mas sim o sistema como um todo, e a configuração das máquinas pode ser alterada a qualquer momento – com base até mesmo em novos padrões descobertos e estabelecidos em outras unidades. Isso resulta em grande flexibilidade, com consequentes ganhos de eficiência, melhoria de qualidade e redução de custos.

O termo Indústria 4.0 engloba algumas tecnologias para automação e troca de dados, tornando realidade a operação das chamadas fábricas inteligentes. Na prática, a aplicação desse conceito torna a indústria cada vez mais automatizada e flexível, permitindo a interação entre homens e robôs e a comunicação em tempo real entre diferentes máquinas e sistemas, fazendo com o que o processo produtivo seja cada vez mais eficiente.