Skip Navigation
Tecnologias para a transição para renováveis

Tecnologias de transição para renováveis

Armazenamento, conversão, ajuste de consumo

As energias renováveis tornaram-se uma parte importante da combinação de energia. De acordo com a Agência Internacional de Energia, a geração de energia a partir de energias renováveis, incluindo a hidrelétrica, triplicará em todo o mundo entre 2012 e 2040. No Brasil, a meta é alcançar 24 GW de energia eólica instalada em rede nacional até 2024, cobrindo 12% da matriz de energia brasileira. Na thyssenkrupp, queremos desenvolver um papel importante na revolução de energia.

Uma de nossas metas é transformar as energias renováveis em uma fonte segura ao desenvolver tecnologias de armazenamento inovadoras para gerenciar a volatilidade climática. Outras áreas fundamentais incluem nosso projeto Carbon2Chem e a gestão de carga, ou seja, o ajuste do consumo de energia para fornecimento.

Carbon2Chem: transformar as emissões em matérias-primas

thyssenkrupp tecnologias de transição para renováveis Carbon2Chem emissão transformar matéria-prima

Nós, da thyssenkrupp, queremos utilizar o gás residual da aciária como matéria-prima com o nosso projeto Carbon2Chem. A ideia é converter o CO2 contido na geração de gases residuais durante a produção de aço em combustíveis e fertilizantes nas usinas químicas próximas.

Saiba mais

Baterias de fluxo redox: sistemas de armazenamento para energias renováveis

thyssenkrupp tecnologias de transição para renováveis baterias de fluxo redox

Futuramente, precisaremos de sistemas de armazenamento de energia para manter a rede elétrica equilibrada. Por exemplo, será possível armazenar eletricidade produzida em excesso quando estiver ventando muito e mandar de volta à rede quando a vento diminuir. As baterias de fluxo redox armazenam eletricidade como energia química e possuem níveis de eficiência de até 80%.

Saiba mais

Eletrólise de água: de energia para gás

thyssenkrupp tecnologias de transição para renováveis eletrólise de água energia para gás

De acordo com um estudo realizado pela Boston Consulting Group, a demanda global por armazenamento de energia alcançará 330 gigawatt até 2030. No processo de eletrólise de água, a eletricidade é passada por meio da água e transforma-se em oxigênio e hidrogênio. A eletricidade em excesso pode ser usada para isso e convertida em uma fonte diferente de energia, o hidrogênio. O hidrogênio pode ser armazenado, por exemplo, em cavernas de sal subterrâneas e então convertido de volta em eletricidade quando for necessário energia adicional.

Saiba mais

Cross-energy management: o consumo segue por gerações

thyssenkrupp tecnologias de transição para renováveis cross-energy

O sol nem sempre brilha e o vento nem sempre sopra. A questão é se o consumo de energia pode ser organizado conforme o fornecimento. É nesse ponto que o cross-energy management, ou gestão cruzada de energia, entra: a ideia é para os grandes consumidores de eletricidade ajustarem sua demanda por eletricidade conforme o fornecimento de energias renováveis.

Saiba mais
voltar ao topo